Páginas

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

E Veio à Memória uma Lembrança Graciosa



Há uns dias comi uma queijada que me fez lembrar as queijadas da Graciosa. O sabor destas fez-me lembrar as férias que passei nesta bela ilha no Verão passado.


Ao avistar a ilha percebe-se o porquê do nome que lhe foi dado. Os contornos desta deixam antever uma extensão de terra harmoniosa e graciosa.


Quando chegamos de barco ao aproximarmo-nos do porto, somos abraçados por uma baia que nos abriga e aconchega e vemos do nosso lado direito o pitoresco ilhéu e começamos a vislumbrar os moinhos que, tal como as queijadas, acabam por ser a imagem de marca da Graciosa.


    Ilhéu da Praia - Ilha Graciosa


    Vista da Praia - Ilha Graciosa
 
 
Ao desembarcarmos e ao começarmos a “descobrir” a ilha confirmamos o que os seus contornos nos deixavam adivinhar, é de facto uma ilha de contornos harmoniosos e graciosos.


Tal como na Ilha de Santa Maria, a Graciosa tem uma parte de terreno muito mais seco constituído por vegetação rasteira, zona esta que é praticamente desabitada. Mas ao sairmos desta, deparamo-nos com o Farol da Ponta da Barca e mesmo por trás deste um tesouro, que se não for bem explorado nos passa despercebido, o Ilhéu com uma configuração semelhante a uma baleia vista de perfil. Seguimos e passamos pelo Carapacho e pelas suas termas, onde a beleza do lugar nos prende e nos convida a ficar. Pelo caminho vamos vendo com bastante frequência moinhos perfeitamente preservados. Subimos à Luz e a Guadalupe e descemos à fabulosa Furna do Enxofre, onde temos a sensação de estarmos a fazer a viagem ao interior da terra.

    Farol da Ponta da Barca - Ilha Graciosa
 
    Ilhéu com Configuração de uma Baleia - Ilha Graciosa
 
    Carapacho - Ilha Graciosa
 
    Moinho de Vento - Ilha Graciosa
 
    Furna do Enxofre - Ilha Graciosa

Ainda encantados vamos até à praia onde numa das esplanadas se toma um café que é inevitavelmente acompanhado pelas doces e inesquecíveis queijadas. No entanto, a Graciosa esconde ainda outro doce encanto, os bolos de arroz.

    Queijada da Graciosa - Ilha Graciosa 
 

Por fim, ao anoitecer e para terminar o dia em beleza nada melhor do que um passeio pela formosa Vila de Santa Cruz, onde as noites de Verão são temperadas com música, convívio e gargalhadas.

 
 
    Santa Cruz - Ilha Graciosa
 
    Vista da Vila de santa Cruz - Ilha Graciosa

Para finalizar uma visita à fábrica onde se fabricam as afamadas queijadas e, para partilhar com amigos e fazer perdurar mais um pouco o sabor destas, levamos connosco um saquinho. De saco na mão e a alma reconfortada chegamos ao porto, já com o nosso destino marcado rumo a mais um porto.

3 comentários:

  1. Belas fotos :)
    Beijinhos
    http://sudelicia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  2. Não conheço as ilhas, mas tenho pena ! :(
    As fotos estão lindas e as queijadas parecem de facto deliciosas !

    Beijos

    ResponderEliminar