Páginas

quarta-feira, 21 de março de 2012

Fígado de Vinho de Alhos e Um Dia a Lembrar o Inverno





O dia acordou ventoso e o mar revolto. A noite tinha sido tempestuosa e temperada com chuva. Acordei e olhei pela janela, o sol espreitava, mas os ramos e a folhagem da encosta da Calheta vergavam-se sob a batuta do vento, fazendo o que parecia ser um vasto manto pintado com várias tonalidades de verde, que parecia no seu conjunto ondular ao sabor de uma brisa.

No lado oposto, o vento desenhava ondas cor de chumbo no mar. Este parecia um poço repleto de chumbo que lhe dava uma profundidade estrondosa. Este chumbo negro era pintalgado de manchas brancas, que se erguiam e desciam, até desaparecerem, para darem, logo a seguir, lugar a outras. Junto à costa, este chumbo tornava-se mais suave, não na força, mas sim na tonalidade.

Ainda junto à costa havia como que uma renda branca que acariciava o basalto negro. Esta renda branca personificava e traduzia toda a força daquele chumbo profundo e suave que estava mais além.  

Ao bater no basalto esta renda branca eclodia em vigorosos salpicos e rebentações que se transformavam numa bruma suave e translúcida que envolvia o basalto negro e ia subindo a encosta.  

Todo este cenário bucólico de inverno, logo no início da primavera, que ao que parece chegou ontem, era filtrado por raios solares suaves e sem calor e foi esta a paisagem que me abraçou logo de manhã e me desejou um bom dia.

E como gosto de todas as estações, e este ano não senti o Inverno, este cenário fez com que o meu dia se iniciasse com um sorriso, e para terminar, também com um sorriso, fica aqui uma receita de Fígado de Vinho Alhos e a memória deste dia a lembrar o Inverno.


Ingredientes:

6 bifes de fígado de novilho;
1 copo de vinho branco;
3 dentes de alho;
Sal;
Mistura de 3 pimentas;
3 bagas de pimenta da jamaica;
1/2 de louro;
1 colher de sopa de polpa de tomate;
1/2 copo de água;
1/2 colher de chá de noz-moscada moída;
1/2 colher de chá de canela; 
Salsa.

Preparação:

  1. Fiz uma marinada com sal, vinho e alhos e deixei os bifes a marinar durante cerca de 3 horas;
  2. Comecei por colocar o azeite numa sertã onde, depois de quente, fritei os bifes;
  3. Depois de fritos coloquei-os num prato e juntei na sertã, aos sumos que se formaram durante a fritura, a marinada e a água.
  4. Temperei com as 3 pimentas, a pimenta da jamaica, o louro, a polpa de tomate, a noz-moscada e a canela;
  5. Depois de levantar fervura e de apurar ligeiramente, adicionei os bifes e deixei ferver durante mais 10 a 15 minutos;
  6.  No final rectifiquei os temperos e servi polvilhados com salsa picada.   

1 comentário:

  1. mmmmmm...adoro bifinhos de figado.....os meus filhotes tambem, servido com arroz com manteiga....de facto a nossa primavera, mas parece inverno....já estavamos habituados ao bom tempo....jinhos~Diana

    ResponderEliminar